Um guia de viagem para Persépolis: a sede do governo do Império Aquemênida

Persépolis, também conhecida como Takht-e Jamshid, é um tesouro histórico no Irã. Este Patrimônio Mundial da UNESCO oferece uma visão cativante do ...

Table of Contents

Persépolis, também conhecida como Takht-e Jamshid, é um tesouro histórico no Irã. Este Patrimônio Mundial da UNESCO oferece uma visão cativante do opulento Império Aquemênida, que prosperou entre 550 e 330 aC. Na agência de viagens Parsi Tours Iran iremos levá-lo numa viagem para explorar as maravilhas de Persépolis, esta cidade antiga.

História de Persépolis

Persépolis, localizada na província iraniana de Pars, é um testemunho da grandeza e importância histórica do Império Aquemênida. Fundada pelo rei Dario I no século 6 aC., esta magnífica cidade serviu como capital cerimonial do império, encarnando a sua unidade e força.

Situada num amplo terraço, possui estruturas monumentais que narram o poder e o governo do império através dos relevos. Por aproximadamente 200 anos, tornou-se um símbolo de poder e administração.

Este lugar maravilhoso conheceu o seu declínio no século IV a.C., quando Alexandre, o Grande, conquistou a cidade, fazendo com que fosse abandonada. Apesar de passarem milênios, seus vestígios continuam a encantar os visitantes até hoje.

Hoje, é Patrimônio Mundial da UNESCO, um farol historicamente importante no Oriente Médio. As extensas ruínas abrangem palácios, templos e outras estruturas impressionantes, incluindo a famosa Apadana, o Salão das Cem Colunas e a Porta de Xerxes.

Revelando identidade: nome e estilo

Esta antiga cidade teve vários nomes diferentes ao longo dos séculos. Os próprios persas a chamavam de Pārsa, que também é o nome da região da Pérsia. Os gregos a chamavam de Persépolis, que em grego significa “cidade dos persas”.

Hoje, este local é conhecido pelo nome persa, Takht-e Jamshīd, que significa “trono de Jamshid”. Jamshid é um lendário rei persa que teria construído a cidade.

A arquitetura deste magnífico sítio arqueológico é uma mistura única de estilos diferentes, incluindo persa, mediano e babilônico. Os reis aquemênidas conseguiram combinar esses diferentes estilos em uma forma nova e inovadora de arquitetura monumental e bela.

Maravilhas arquitetônicas

Takht-e Jamshīd é um dos sítios arqueológicos mais impressionantes do mundo, e suas maravilhas arquitetônicas servem como testemunho do notável artesanato e criatividade do Império Aquemênida. Vamos explorar alguns dos elementos arquitetônicos mais notáveis ​​desta fantástica joia histórica.

Achaemenid Empire: the Gate of All Nations

Império Aquemênida: o Portão de Todas as Nações

Apadana

O Palácio Apadana desempenhou um papel vital em Takht-e Jamshīd. Era o maior e mais importante edifício da cidade, onde os reis realizavam audiências reais e grandes celebrações. Dignitários estrangeiros foram recebidos aqui e importantes cerimônias foram realizadas, tornando-o um local histórico. O palácio tinha um enorme desenho retangular com uma sala central e duas entradas. Tinha impressionantes 72 colunas, cada uma com 24 metros de altura. Essas colunas eram adornadas com relevos representando leões, touros e cenas do rei recebendo tributos, mostrando o poder do império.

A porta de todas as nações

Ao entrar em Takht-e Jamshīd, o Portão de Todas as Nações saúda você cordialmente. É adornado com impressionantes estátuas de corpo de touro com cabeças humanas e inscrições. Este portão monumental não era simplesmente uma entrada; Serviu como o coração do Império Aquemênida e recebeu delegados de muitas nações. O Portão de Todas as Nações foi adornado com relevos representando os vários súditos do império, um testemunho visual de seu vasto domínio. Você pode vislumbrar as 23 cidades diferentes sob o domínio aquemênida em suas esculturas engenhosas.

conseguiram combinar esses diferentes estilos em uma forma nova e inovadora de arquitetura monumental e bela.

The Apadana Palace

Persépolis: El Palacio Apadana

O Palácio de Darío ou Táchara, situado num terraço próximo a vizinhos importantes como a Apadana, serviu de residência exclusiva aos monarcas aquemênidas. Construído no século VI aC.  de Dario I, esta maravilha arquitetônica possui uma grande escadaria de entrada adornada com relevos de soldados e guardas. O palácio retangular, sustentado por 12 colunas, apresenta relevos intrincados que retratam a vida real. É uma das estruturas mais bem preservadas em Takht-e Jamshīd e mostra a cultura aquemênida e as proezas da engenharia.

 Achaemenid Empire: the Hall of a Hundred Columns

Império Aquemênida: o Salão das Cem Colunas

Palácio de Xerxes

 

O Palácio Hadish, também conhecido como Palácio de Xerxes, é uma estrutura proeminente em Takht-e Jamshīd, erguida durante o século V aC. por Xerxes I, o terceiro governante do Império Aquemênida, famoso por sua invasão grega em 480 AC. Este complexo palaciano apresenta edifícios interligados e jardins paisagísticos, acessados ​​através de uma grande escadaria adornada com relevos de soldados e guardas. O palácio central retangular, sustentado por 36 colunas, apresenta relevos intrincados representando Xerxes, sua corte e batalhas vitoriosas. É um testemunho da grandeza aquemênida e do impacto histórico de Xerxes em Takht-e Jamshīd.

Aspectos arquitetônicos distintivos de Persépolis

 

Além de suas estruturas importantes, Takht-e Jamshīd possui vários elementos arquitetônicos dignos de nota, inclusive.

Escadas Artísticas

As grandes escadarias de Takht-e Jamshīd são maravilhas artísticas, não apenas estruturas práticas. A Grande Escadaria leva ao Terraço de Takht-e Jamshīd, ladeado por touros alados que simbolizam o poder. A escadaria Apadana sobe até a sala de audiências principal, adornada com relevos que evidenciam a prodigalidade. A Escadaria de Xerxes leva ao Palácio de Xerxes e apresenta intrincadas cenas de batalha. Além destas escadas importantes, outras escadas menores são fascinantes. Além da sua função, estas escadas representam vividamente a vida aquemênida e oferecem uma visão sobre a história e a cultura do império.

relevos intrincados

 

Um belo exemplo da arte persa antiga, Takht-e Jamshīd revela sua história vibrante através de relevos detalhados. Estas obras-primas retratam meticulosamente cerimônias reais, batalhas, caçadas e rituais gravados nas paredes de pedra de palácios e templos. Reconhecidos pelo seu tamanho imponente e pelo realismo, oferecem um quadro diversificado de temas e figuras, como os relevos da escadaria da Apadana, que representam o rei recebendo homenagens de 23 nações súditas, e os relevos da Porta de Xerxes que ilustram os triunfos reais. Esses tesouros oferecem informações sobre a cultura aquemênida, desde a política até a vida cotidiana.

The Palace of Darius

Persépolis: O Palácio de Dario

 

Achaemenid Empire: the Palace of Xerxes

Império Aquemênida: o Palácio de Xerxes

colunas simbólicas

 

As colunas de Takht-e Jamshīd são altas, com capitéis únicos de dois animais, muitas vezes representando touros, mas ocasionalmente leões ou grifos. Essas colunas serviram a vários propósitos

 

Persepolis: grand staircases

Persépolis: grandes escadarias

Telhados

Adicionando grandeza à arquitetura

Transmitir mensagens simbólicas sobre o poder dos reis aquemênidas

 

Fabricados a partir de calcário disponível localmente, todos compartilham a mesma altura, criando uma sensação de uniformidade e ordem. Os capitéis duplos de animais, inspirados na arte mesopotâmica, contribuem para o caráter distintivo de Takht-e Jamshīd.

Achaemenid Empire: detailed reliefs

Império Aquemênida: relevos detalhados

 

Persepolis: Iconic Columns

Persépolis: colunas icônicas

Dicas para viajantes

 

Aqui estão algumas dicas de viagem abrangentes para melhorar sua visita

 

Quando visitar?

 

A melhor época para visitar é a primavera (março a maio) e o outono (setembro a novembro). O clima é agradável nestes períodos, tornando-o ideal para explorar confortavelmente o sítio arqueológico. A primavera oferece paisagens floridas e vegetação exuberante, enquanto o outono oferece temperaturas agradáveis ​​e menos multidões em comparação com os meses quentes de verão.

Horário de visitas

 

Takht-e Jamshīd está aberto à visitação das 8h30 da manhã às 7h30 da tarde. na primavera e no verão e das 7h30 da manhã às 17h30 no outono e inverno, e a entrada fecha 30 minutos antes. O preço do bilhete para estrangeiros é de 100.000 Toman. O tempo que você passa no local depende do seu interesse e do ritmo da caminhada, mas planeje pelo menos 2 ou 3 horas para explorá-lo a fundo.

Recomendações adicionais

Ao se preparar para sua visita a Persépolis, leve água e lanches. Dado o clima quente e seco, proteja-se do sol com chapéu e protetor solar com FPS alto. Opte por calçados confortáveis, pois você percorrerá muito terreno. Lembre-se de sua câmera para capturar a beleza do local. Em relação ao vestuário, vista-se com recato, cobrindo os ombros e joelhos, e escolha roupas e calçados confortáveis, práticos e adequados para caminhar em terrenos irregulares. E, o mais importante, respeite a cultura local para aproveitar ao máximo sua visita.

Conclusão

 

Sua viagem a Persépolis promete uma aventura extraordinária pela história, cultura e esplendor arquitetônico. Ao explorar esta cidade antiga, você se sentirá transportado de volta no tempo e ficará maravilhado com a grandeza de uma época passada. Quer você seja um fã de história ou simplesmente esteja procurando uma experiência de viagem única, este site oferece algo extraordinário. Aproveite a oportunidade para testemunhar em primeira mão o legado do Império Aquemênida.

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Sign Up for Our Newsletters

Get notified of the best deals on our WordPress themes.

Related articles

A montanha Damavand, com 5.610 metros de altura, foi declarado patrimôni...
Com as suas diversas paisagens e beleza natural deslumbrante, o Irão ofe...
Iranian culture is full of tremendous diversity, a reflection of the var...